PRF apreende caminhões com carga irregular e prende homem por uso de documento falso na BR 101 em São Miguel dos Campos

COMPARTILHE !!
Por: Com PRF/AL  Data: 26/01/2021 às 10:17
Imagem: AlagoasWeb/Arquivo

A Polícia Rodoviárias Federal (PRF) em Alagoas registrou quatro ocorrências nesta segunda-feira (25). Entre os crimes estão: dirigir sem habilitação, uso de documento falso, adulteração de nota fiscal e transportar mercadoria nacional sem nota fiscal.

Todos os casos aconteceram na BR 101, em São Miguel dos Campos.

Por volta das 15h, uma equipe realizava ronda no km 135 quando deu ordem de parada a uma motocicleta Honda CG. O condutor fez menção em parar, mas logo em seguida fugiu. Os policiais realizaram o acompanhamento, entretanto, o motociclista dirigia de forma brusca, forçando passagem por entre os outros veículos e subindo nas calçadas, conduzindo sempre em alta velocidade.

Já no perímetro urbano, ele perdeu o controle da motocicleta e caiu. Após conseguir abordar o homem, ele disse que não possuía CNH, por isso tentou fugir da fiscalização.

O motociclista foi encaminhado à 6ª Delegacia Regional da Polícia Civil de São Miguel dos Campos. A moto foi removida para o pátio da PRF em Pilar. O condutor deve responder por dirigir veículo automotor, em via pública, sem habilitação, gerando perigo.

As 19h, no km 139, os policiais abordaram um caminhão Volkswagen 24280, de cor branca. O motorista apresentou os documentos solicitados pela equipe, mas, após consultas aos sistemas, os agentes descobriram que a CNH do condutor estava vencida desde 2015, porém, ele apresentou um documento com sinais de adulteração cujo vencimento seria em 2020.

O homem foi preso e encaminhado à Polícia Federal em Maceió. Ele responderá por uso de documento falso.

Próximo dali, no km 138, os policiais fiscalizaram um veículo Ford Cargo, de cor prata. Após verificar documentação pessoal e do veículo, quando solicitaram o documento fiscal da carga, foi constatado divergência entre o destino identificado na nota e o destino real.

No documento constava que a carga de tijolos saía de Siriri (SE) com destino ao município de Palmares (PE), no entanto, o motorista confessou que a mercadoria seria levada para uma empresa no bairro do Tabuleiro do Martins, em Maceió. Veículo e carga foram retidos.

A Secretaria da Fazenda foi acionada para aplicação das medidas cabíveis. O condutor afirmou que sabia da prática criminosa. Ele responderá por fraudar documento fiscal.

No mesmo km (138), 8. policiais abordaram um caminhão Mercedes Benz, de cor azul, que transportava tijolos. Durante verificação da documentação pessoal, veicular e da carga, o condutor informou que a mercadoria não possuía nota fiscal.

 Diante da não apresentação do documento foi constatada a ocorrência de transportar mercadoria nacional sem nota fiscal. O veículo então foi retido para regularização.