Policiais são mortos a tiros após viatura ser alvo de emboscada no ES

COMPARTILHE !!
Por: Noticia ao Minuto  Data: 17/10/2022 às 07:19
Imagem: Reprodução

Dois policiais militares morreram na madrugada deste domingo (16) após a viatura em que estavam ser alvejada por uma sequência de tiros em Cariacica, no Espírito Santo, a 16 quilômetros da capital, Vitória. Dois casais, suspeitos de praticar o crime, foram presos.

Segundo o boletim de ocorrência, os soldados Bruno Mayer Ferrani, 30, e Paulo Eduardo Oliveira Celini, 29, perseguiam criminosos que haviam roubado um carro, um Fox branco, quando foram abordados a tiros ao entrarem na rua Manoel Freire, no bairro Santa Bárbara.

Câmeras de segurança registraram o momento em que a viatura entra na rua, com os faróis altos, giroflex e sirene ligados, e faz uma curva, desaparecendo do vídeo. Momentos depois, se ouvem os sons de muitos tiros disparados. Testemunhas relataram à polícia que os militares teriam sido baleados dentro do carro da PM, atingido por mais de 10 tiros.

Segundo a SESP-ES (Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social), os policiais realizavam o acompanhamento a um veículo, suspeito de envolvimento em um roubo, quando, nas proximidades do bairro Santa Barbara, em Cariacica, dois ocupantes do veículo desembarcaram e se renderam.

“Ao se aproximarem, os militares foram surpreendidos por outros dois criminosos, um homem e uma mulher, que estavam escondidos atrás de um caminhão estacionado. Um desses indivíduos atirou contra os policiais, que foram atingidos e chegaram a receber socorro, mas vieram a óbito no hospital”, explicou o órgão, em nota encaminhada à imprensa.

O governador do estado, Renato Casagrande, declarou luto oficial de três dias, “em sinal de pesar pelas mortes dos soldados, mortos em serviço”.

O Ministério Público do Espírito Santo publicou uma nota de pesar pela morte dos policiais em suas redes sociais. “O MPES se solidariza com os familiares e amigos dos militares assassinados neste momento de grande tristeza”, afirma o órgão, em trecho do texto.

A Associação de Cabos e Soldados também publicou nota nas redes sociais lamentando o caso. “O acontecimento desta madrugada não é um fato isolado mas sim, um crime recorrente e que fere não só as famílias dos militares estaduais, mas também a sociedade que perde dois excelentes policiais militares”, diz trecho do post.

Suspeitos presos 
Os quatro suspeitos de envolvimento no assassinato dos dois soldados foram presos na manhã deste domingo, horas depois do crime. Em entrevista coletiva na tarde de ontem, o tenente-coronel Schulz, comandante do 7º Batalhão da PM, deu detalhes do caso e, segundo ele, os detidos eram dois casais.

Um desses casais foi preso pouco tempo após o crime na rodovia Leste-Oeste, que liga os municípios de Vila Velha e Cariacica. O outro casal, suspeito de ter atirado nos policiais, estava escondido em um motel no bairro Campo Grande, em Cariacica.

Com eles foram encontradas a arma usada no crime, uma pistola 9 milímetros, e também as armas dos policiais, roubadas logo após a ocorrência.

“De forma velada, fizeram a abordagem para não levantar suspeitas e fizeram a detenção deles ali. Estavam fora do quarto, deixaram uma arma de um policial embaixo do colchão. Estavam saindo com uma arma deles 9 milímetros e a arma de outro policial”, disse Schultz.

O delegado Luiz Gustavo Ximenes, da DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa), disse que os suspeitos fazem parte de uma organização criminosa especializada em roubos e já foram presos outras vezes.

“Três têm passagem por roubo e um deles por homicídio. Um deles forneceu nome falso. Vamos saber quem efetuou o disparo. Vamos especificar a conduta de cada indivíduo, mas todos serão autuados”, disse o delegado.

Os suspeitos foram autuados pelos crimes de homicídio, associação criminosa armada e roubo. A polícia não divulgou os nomes dos detidos.

O velório do Soldado Ferrani está previsto para às 18h de hoje, no Memorial Zelo, em Campo Grande. O enterro será no Cemitério do bairro Santo André, mesmo município, às 10h desta segunda-feira (16).

O corpo do soldado Celini será velado na Igreja Cristã Edificada, em Itacibá, a partir das 11h desta segunda-feira (17) e o enterro às 13h30, no Cemitério Parque da Paz, na Rodovia do Contorno.