Polícia prende mulher que eletrificou portão de casa onde adolescente de 16 anos morreu após levar choque

COMPARTILHE
Por: Array / G1  Data: 19/12/2019 às 06:15
Fonte de Imagem: AlagoasWeb/Ilustração

Rosineide Lopes da Silva foi autuada por homicídio. Ela é suspeita de ter eletrificado porta metálica usando fio ligado diretamente à rede de energia
A dona da casa onde um adolescente de 16 anos morreu depois de levar um choque elétrico em um portão, em Paulista, no Grande Recife, foi presa em flagrante, nesta quarta-feira (18). A Polícia Civil autuou Rosineide Lopes da Silva, de 58 anos, por homicídio. Ela é suspeita de ter eletrificado a porta metálica, usando um fio ligado diretamente à rede de energia.

A morte do rapaz, identificado como Marcelo, ocorreu na tarde da terça-feira (17), em Maranguape II. Segundo a polícia, ele estava passando pelo local e encostou no portão.

Ainda de acordo com a polícia, a mulher foi levada para a 28ª Delegacia de Paulista, na manhã desta quarta-feira (18). Rosineide seguiu para a audiência de custódia, que decidirá se ela ficará presa ou se será liberada.

No registro feito na delegacia consta que a polícia encontrou um fio elétrico no portão da casa onde o jovem morreu. A polícia informou que a mulher alegou, durante depoimento, não saber que a entrada da residência estava energizada.

Segundo informações repassadas pela delegacia, Rosineide contou que não morava na residência há dois anos. Ela disse que, na última visita ao local, em outubro de 2019, constatou problema de falta de energia.

No registro da delegacia consta também que, diante da falta de luz, a mulher contou que chamou um homem, não identificado, para fazer uma ligação clandestina para levar a energia para a casa.

Ela disse à polícia, ainda, que ao deixar a residência após a última visita, teria visto um fio pendurado junto ao portão. Ela alegou, segundo informações da delegacia, que a morte do rapaz pode ter sido um acidente.

O caso foi registrado pela Delegacia de Paulista. A polícia abriu um inquérito para aprofundar as investigações.