Polícia Federal prende líder do PCC e irmão em condomínio de luxo

COMPARTILHE
Por: Jovem Pan  Data: 12/11/2021 às 06:08
Fonte de Imagem: Reprodução

'Branco' havia sido libertado por decisão do então ministro do STF Marco Aurélio Mello em agosto de 2019

A Polícia Federal prendeu nesta quinta, 11, Odemir Francisco do Santos, conhecido como ‘Branco’, um dos líderes do segundo escalão da facção criminosa paulista Primeiro Comando da Capital (PCC), e o irmão dele, Gustavo dos Santos, em um condomínio de luxo na região metropolitana de Fortaleza, no Ceará.

A PF estava cumprindo mandados de prisão preventiva expedidos pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, além de mandados de busca e apreensão expedidos pela 11ª Vara Federal do Ceará em três condomínios de alto padrão localizados em Aquiraz, Eusébio e Fortaleza.

Os agentes apreenderam bens de alto valor como veículos, joias, relógios, dinheiro em espécie e documentos, incluindo uma identidade falsa com foto de um dos foragidos.

‘Branco’ e Gustavo respondem a processos por tráfico de drogas, associação criminosa e porte de armas, e um deles já foi condenado também por roubo a banco no Rio Grande do Sul. Branco estava foragido desde março de 2020. Ele havia sido libertado por decisão monocrática do então ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello em agosto de 2019, mas a decisão foi revogada pelo próprio STF poucos meses depois após novos indícios dos crimes de Branco e de sua participação no PCC serem apresentados à corte.

O Ministério Público de São Paulo acredita que ele lavava dinheiro para a facção através de uma loja de automóveis e fornecia carros para o transporte de armas e drogas. A Polícia Federal identificou o esconderijo dos foragidos por meio de informações obtidas em investigação que levou à prisão de outro integrante de facção criminosa, envolvido com assalto a bancos, preso pela Polícia Federal em outubro de 2021.