Pode tomar analgésico após a vacina da Covid-19?

COMPARTILHE
Por: Brasil 61  Data: 21/01/2022 às 07:45
Fonte de Imagem: Reprodução

A maioria das pessoas sente algum sintoma logo depois da aplicação da vacina contra a Covid-19, como febre, dores de cabeça e no corpo, que variam de leves a moderadas. Aí surgem as dúvidas: Posso tomar dipirona ou paracetamol? Preciso esperar algum tempo após tomar a vacina, para fazer uso do remédio? 

Segundo os especialistas é viável, mas com moderação.  “Se a pessoa tiver alguma reação pós vacina como febre, como qualquer outra vacina não tem problema algum tomar antitérmico. O modo como a gente deve agir é o mesmo, o brasileiro é acostumado às nossas campanhas de imunização e em nada muda”, afirma a infectologista  Ana Helena Germoglio. 

De acordo com o Instituto Butantan, fabricante da CoronaVac,  analgésicos comuns, daqueles que são comprados sem receita médica (dipirona, paracetamol e outros anti-inflamatórios não esteroidais) podem ser usados porque não interferem na vacinação. Também não há contraindicação para o uso de qualquer antibiótico e antiviral antes ou após a aplicação da CoronaVac. Quanto aos medicamentos de uso contínuo, não é preciso interromper a administração, a não ser sob orientação médica.

O único cuidado é evitar o uso de corticosteróides sem orientação médica. Esse tipo de medicação pode interferir na resposta à vacina. Mas quem toma esse tipo de medicamento diariamente devido a alguma comorbidade não deve interromper seu uso.

A jovem Nicole Diniz estava ansiosa para tomar a primeira dose da vacina contra a Covid-19, mas receosa com os efeitos que poderia sentir, como dor de cabeça e dores  no corpo. “Eu saí do posto, comprei o remédio e logo tomei.”

Ela fez certo? Não, segundo o especialista da Fiocruz Nicole só poderia ter tomado depois de sentir os sintomas. “Não se recomenda fazer uso de analgésico e antitérmico antes da vacinação para prevenir o aparecimento de febre ou dores no corpo. Se a pessoa vacinada desenvolver este sintomas após a vacinação não há objeção alguma do uso de analgésicos nas doses aprovadas em bula que são as recomendadas pela Anvisa”,  afirma Sérgio Nishioka, especialista da Fiocruz.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alerta que o uso indiscriminado de paracetamol para alívio de dores e febre após a vacinação contra Covid-19 pode levar a eventos adversos graves, incluindo hepatite medicamentosa e morte. Portanto, o uso do medicamento deve ser feito com cautela, sempre observando a dose máxima diária e o intervalo entre as doses.