Pistoleiro confessa que recebeu R$ 30 mil para matar ex-sogra de mandante

COMPARTILHE !!
Por: Array / Ascom PC/AL  Data: 22/10/2019 às 11:00
Imagem: Redes sociais

José Wuedes Silva dos Santos, conhecido como “Bedeu”, suspeito de ser o autor dos tiros que mataram Ana Paula Justina, de 36 anos, confessou ter sido contratado pela ex-nora da vítima, identificada como Daniela Michaela Gonçalves da Silva. O crime aconteceu no dia 9 de outubro, no bairro Gruta de Lourdes, em Maceió. Reveja: Mulher é morta em via pública com tiro no rosto

José Wuedes, que foi preso com drogas, contou que a acusada teria prometido pagar R$ 30 mil pelo crime. Esse dinheiro, segundo o delegado Bruno Emilio, que investiga o caso, seria conseguido após a venda de uma casa.

O acusado explicou ainda que a negociação foi intermediada por Romenick Roselino da Silva, de 24 anos, proprietário do veículo utilizado no crime.

O suspeito disse que não conhecia a vítima e que todas as informações sobre a rotina de Ana Paula foram repassadas por Daniela, que, segundo o acusado, passou aproximadamente dois meses levantando todas as informações.

No dia do crime, de acordo com o depoimento prestado por José Wuedes, Daniela e Romenick também estavam no veículo.

Além da prisão do terceiro acusado durante uma operação em uma fazenda localizada próxima à Usina Cachoeira do Meirim, no bairro do Benedito Bentes, também foram apreendidos a arma usada no crime, um revólver calibre 38,  uma pistola, dinheiro em espécie, mais de 70 munições de diversos calibres, uma metralhadora artesanal, um rifle calibre 44, 3 kg de pasta base de cocaína, 34 g de maconha, oito pés de maconha e duas balanças de precisão.

Leia mais

Delegado afirma que mulher foi morta por vingança a mando da ex-nora