PF deflagra operação para identificar integrantes de grupos que compartilham imagens e vídeos de pornografia infantil em Alagoas

COMPARTILHE !!
Por: AlagoasWeb com PF/AL  Data: 14/06/2022 às 10:17
Imagem: PF/AL

A Polícia Federal cumpriu hoje (14), três mandados de busca e apreensão em cidades do Agreste, Litoral Norte do Estado e Região Metropolitana de Maceió em execução a fase ostensiva da operação ‘Inocência Compartilhada 4’.

A PF investiga o compartilhamento de vídeos com cenas de pornografia infanto juvenil em grupos de um aplicativo de mensagens que conta com a participação de pessoas residentes em outros países.

A investigação teve início em setembro de 2020, após a constatação de que pessoas que utilizavam telefone com DDD de Alagoas participavam de grupos de conversas de um aplicativo de mensagens, que tinham como objetivo a troca de imagens e vídeos contendo cenas de abuso sexual de crianças e adolescente. 

Após a identificação dos titulares destes números telefônicos, a Polícia Federal representou à Justiça Federal pela expedição de mandado de busca e apreensão para aprofundar as investigações.

Os resultados das análises dos materiais apreendidos serão juntados nos respectivos inquéritos policiais que apuram crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente e que tramitam na Superintendência Regional da Polícia Federal em Alagoas. 

Se confirmada a posse e o compartilhamento de imagens contendo pornografia infantil a pessoa responsável poderá responder pelos crimes previstos nos artigos 241-A e 241-B da Lei 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente).

Por se tratar de grupos voltados exclusivamente para a troca de fotos e vídeos contendo abuso sexual de crianças e adolescentes, os investigados poderão ser indiciados também no crime de associação criminosa previsto no artigo 288 do Código Penal, somadas, as penas máximas previstas para esses crimes podem chegar a 13 anos de prisão.