OAB São Miguel dos Campos pede que barragens das usinas Triunfo e Sinimbu sejam fiscalizadas

COMPARTILHE
Por: Array / AlagoasWeb com OAB/SMC  Data: 13/02/2019 às 16:45
Fonte de Imagem: AlagoasWeb/Imagem de arquivo

A Ordem dos Advogados do Brasil, seccional São Miguel dos Campos, protocolou ofícios, junto aos órgãos de governo, pedindo de providências para que as barragens pertencentes às usinas Sinimbu, em Jequiá da Praia e Triunfo, em Boca da Mata, sejam fiscalizadas.

De acordo com a Ordem, a solicitação foi feita junto a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Coordenação Estadual de Proteção e Defesa Civil, e as secretarias municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Jequiá e Boca da Mata.

O presidente da OAB/SMC, dr. Rogério Anacleto, disse que recebeu denúncias da população das duas cidades, preocupada com estas barragens, “especialmente após a tragédia ocorrida em Brumadinho, Minas”, lembrou Anacleto.

De acordo com as denúncias, as barragens pertencentes às usinas citadas e estão sem manutenção há vários anos, inclusiva algumas já apresentam problemas, como paredes de contenção com rachaduras.

As barragens armazenam milhões de metros cúbicos de águas, insumo utilizado para irrigação. “A grande preocupação da OAB e dos moradores que residem próximo às barragens é que não venha ocorrer um rompimento, sendo esse um risco iminente, caso as autoridades e os administradores das usinas, não tomem as providências necessárias para promover reparos e, consequentemente, emitir laudos após os serviços que possam tranquilizar a população”, esclareceu o presidente.

Anacleto pontua a importância de se ressaltar, que caso aja rompimento de alguma dessas barragens, toda população ribeirinha sofrerá prejuízos de plantações, residências e de pessoas que vivem nesta região, gerando caos econômico e social, o que resultaria em danos irreparáveis as cidades de Jequiá da Praia e Boca da Mata, “os principais danos seriam em relação as vidas humanas”, conclui.