O erro de Felipão

COMPARTILHE
Por: Array / AlagoasWeb/Alessandro Meireles  Data: 26/02/2019 às 08:45
Fonte de Imagem: Reprodução

O Palmeiras, campeão brasileiro de 2018, não tinha unanimidade no ataque, mais precisamente para definir a referência dentro da área.

O colombiano Borja terminou o ano como artilheiro do time, com 20 gols marcados, mas contestado pela torcida por sua postura apática em campo e por tropeçar na bola constantemente.

A alternativa virou Deyverson. Recuperado por Felipão, foi autor de gols em clássicos e na partida do título, contra o Vasco. Esteve, porém, sempre envolto em polêmicas, com provocações desnecessárias a adversários e expulsões infantis.

Nos dois primeiros meses de 2019, a história se repete. Borja foi apontado como principal vilão no empate contra o Santos, após perder um gol inacreditável.

Deyverson está suspenso por ter cuspido em Richard, do Corinthians, e parte da torcida esperava que sua venda para a China fosse concretizada.

Dois jogadores que se abalam emocionalmente com críticas e que não têm a confiança das arquibancadas.

Felipão errou ao não inscrever Arthur no Paulista, atacante que fez 24 gols pelo Ceará em 2018 e tem características físicas e técnicas que casam com as ideias do treinador.

As vaias no sábado são o reflexo de uma torcida ansiosa pelo surgimento de um homem-gol sem as caneladas de Borja e o destempero de Deyverson.