Novo Decreto de Renan Filho libera papelarias, lojas de material de limpeza, de veículos e de venda de tecidos

O novo decreto do Governador Renan Filho, que valerá até o dia 05 de maio, estabelece que pontos comerciais e bancos terão que fornecer máscaras para os clientes. A sugestão é que os clientes não poderão ter acesso aos locais sem o uso da proteção. As novas regras endurecem o funcionamento de bancos e dos grandes supermercados, onde foram registradas aglomerações de pessoas durante o período de isolamento. De acordo com o decreto, será obrigatório o uso de máscaras por todos os funcionários do estabelecimento e clientes também deverão usa-las para fazer suas compras e utilizar os serviços bancários. O estabelecimento ou banco deverá fornecer máscara para esse cliente. Novos segmentos de comércio abertos

COMPARTILHE
Por: Com Cada Minuto  Data: 20/04/2020 às 10:41
Fonte de Imagem: Assessoria

O novo decreto do Governador Renan Filho, que valerá até o dia 05 de maio, estabelece que pontos comerciais e bancos terão que fornecer máscaras para os clientes. A sugestão é que os clientes não poderão ter acesso aos locais sem o uso da proteção.

As novas regras endurecem o funcionamento de bancos e dos grandes supermercados, onde foram registradas aglomerações de pessoas durante o período de isolamento.

De acordo com o decreto, será obrigatório o uso de máscaras por todos os funcionários do estabelecimento e clientes também deverão usa-las para fazer suas compras e utilizar os serviços bancários.

O estabelecimento ou banco deverá fornecer máscara para esse cliente.

Novos segmentos de comércio abertos

Com a abertura gradativa, o governo permitiu o funcionamento de papelarias, livrarias, bancas de revista, lojas de material de limpeza, lavanderias, concessionárias de veículos, lojas de aviamentos e tecidos.

A reabertura do comércio ocorrerá de forma gradativa e todos deverão cumprir as regras de prevenção. “Todos poderão funcionar de acordo com regras claras para evitar aglomerações e riscos aos seus funcionários e clientes”, diz trecho do decreto.