Mais 20 pessoas morreram em Alagoas pelo Covid nas últimas 24 horas

Uma morte foi registrada em São Miguel dos Campos

COMPARTILHE
Por: Agência Alagoas  Data: 22/03/2021 às 17:25
Fonte de Imagem: Reuters/Leonhard Foeger/DR
Uma morte foi registrada em São Miguel dos Campos

O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), desta segunda-feira (22/03), confirma mais 423 novos casos de Covid-19 em Alagoas. Dessa forma, o estado tem um total de 147.882 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 3.789 estão em isolamento domiciliar. Outros 139.939 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 14.475 casos em investigação laboratorial. Foram registradas 20 mortes em território alagoano. Com isso, Alagoas tem 3.358 óbitos por Covid-19.

Para ter acesso ao boletim epidemiológico, baste clicar neste link e baixar os dados da Covid-19. 

Óbitos – No boletim desta segunda-feira (22/03), mais 20 mortes foram confirmadas, laboratorialmente, por causa do novo coronavírus, sendo nove vítimas da capital alagoana e 11 do interior do Estado. As vítimas de Maceió eram três homens de 57, 62 e 69 anos e seis mulheres de 41, 61, 66, 80, 81 e 89 anos.

O homem de 57 anos era ex-tabagista, hipertenso, diabético e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; o homem de 62 anos era ex-tabagista e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; o homem de 69 anos era obeso, diabético, tinha doença cardiovascular e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 41 anos não tinha comorbidades e morreu no Hospital Universitário (HU) de Maceió; a mulher de 61 anos tinha hipotiroidismo, hipertensão arterial e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; a mulher de 66 anos era hipertensa e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 80 anos era hipertensa, diabética e morreu também no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 81 anos tinha Alzheimer e morreu no Hospital Medradius, em Maceió; e a mulher de 89 anos era hipertensa e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió.

Em relação às 11 vítimas que residiam no interior do Estado, eram sete homens de 16, 48, 51, 66, 72, 80 e 86 anos e quatro mulheres de 49, 50, 64 e 65 anos. O homem de 16 anos, era de Rio Largo, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; o homem de 48 anos, morava de São Miguel dos Campos, era obeso e morreu na Santa Casa de São Miguel dos Campos; o homem de 51 anos, residia em Branquinha, tinha doença cardiovascular crônica e morreu no Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares; o homem de 66 anos, morava em Porto Calvo, era diabético e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; o homem de 72 anos, residia em Arapiraca, era tabagista e morreu no Hospital Chama, em Arapiraca; o homem de 80 anos, era de Porto Calvo, tinha doença cardíaca crônica e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; o homem de 86 anos, residia em Traipu, tinha doença cardiovascular e morreu em seu domicílio; a mulher de 49 anos, morava em Passo do Camaragibe, tinha doença mental, hipertensão e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 50 anos, morava em Junqueiro, não tinha comorbidades e morreu também no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 64 anos, era de Murici, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares; e a mulher de 65 anos, residia em Arapiraca, era, hipertensa, diabética e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió.