Investigação aponta que mulher suspeita na morte do marido em São Miguel dos Campos era constantemente agredida

COMPARTILHE
Por: AlagoasWeb  Data: 08/08/2022 às 14:08
Fonte de Imagem: AlagoasWeb/Reprodução

O delegado João Marcello Almeida, titular da 6ª Delegacia Regional de Polícia Civil de São Miguel dos Campos, informou a reportagem do AlagoasWeb, na manhã de hoje (08), que as investigações em torno da morte de João Anderson Barbosa Gomes, 56 anos, servidor público do município, já foram iniciadas.

O crime aconteceu na noite do domingo, dia 07, no interior da residência da vítima, reveja o caso: Funcionário público de São Miguel dos Campos é morto a golpes de faca dentro de casa; mulher é a principal suspeita

Após iniciar as oitivas, a polícia tomou conhecimento que a principal suspeita no crime (mulher da vítima), vinha sendo agredida desde o início do dia, na residência do casal, e o fato ocorria de forma corriqueira, quase que diariamente.

João Anderson Barbosa Gomes, 56 anos

A polícia também apurou que um filho da mulher (suspeita), residente fora do estado, no Maranhão, chegou a ligar para delegacia (6ª DRP), denunciando as agressões. A denúncia foi encaminhada para Polícia Militar, mas a PM não conseguiu localizar a residência do casal, mesmo após procurar por duas vezes.

Logo após o crime, o AlagoasWeb recebeu diversos relatos de pessoas que afirmaram conhecer o casal, “João era um homem violento, tratava (fulana) com desdém, humilhando-a diante de qualquer pessoa ou situação”, escreveu uma internauta ao site.

Outra pessoa, que disse residir na Barra de São Miguel, contou que morou próxima do casal, “em uma ocasião ele tentou atropelar ela num ponto de ônibus quando ela estava indo pra São Miguel”, afirmou.

Em praticamente todos os relatos enviado ao site, o homem é descrito como uma pessoa violenta, agressivo e que por inúmeras vezes espancou a companheira, de 61 anos.

O delegado João Marcello disse a reportagem do AlagoasWeb que segue colhendo informações e vai ouvir familiares, amigos e pessoas próximas do casal. A principal suspeita no homicídio segue fugitiva.