Governo Federal libera mais R$ 756,2 mil para Feliz Deserto, Barra de São Miguel, Passo de Camaragibe, Traipu e Coité do Nóia

COMPARTILHE !!
Por: MDR  Data: 02/06/2022 às 16:04
Imagem: AlagoasWeb/Reprodução

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), autorizou, nesta quinta-feira (2), o repasse de mais R$ 756,2 mil a cinco cidades de Alagoas afetadas pelas fortes chuvas que atingem o litoral da Região Nordeste. As portarias com o detalhamento dos recursos foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU). Com isso, já foram liberados, até o momento, mais de R$ 11,2 milhões para o estado.

Serão destinados R$ 354,3 mil para o município de Feliz Deserto, R$ 147,2 mil para Barra de São Miguel, R$ 146,2 mil para Passo de Camaragibe, R$ 62,7 mil para Traipu e R$ 45,7 mil para Coité do Nóia. Os recursos federais serão usados na compra de cestas básicas, colchões, combustível e kits de limpeza, dormitório e higiene pessoal.

Nesta quinta-feira, o MDR também reconheceu a situação de emergência na cidade de Jacuípe. Na segunda (30), os municípios de Jequiá da Praia, Coqueiro Seco e Lagoa da Canoa também obtiveram os reconhecimentos. Todos foram atingidos pelas fortes chuvas dos últimos dias. Agora, 17 cidades do estado estão com situação de emergência vigente.

Na quarta-feira (1), o Governo Federal já havia autorizado o repasse de quase R$ 10,5 milhões a seis municípios alagoanos afetados pelas chuvas. Outros pedidos de recursos já foram enviados pelos municípios de Jequiá da Praia, Santa Luzia do Norte, Maceió e Marechal Deodoro e estão em análise pela Defesa Civil Nacional. Os recursos devem ser liberados nos próximos dias.

Desde as primeiras ocorrências em Alagoas, uma equipe técnica do Grupo de Apoio a Desastres (Gade) da Defesa Civil Nacional está instalada em Maceió para ajudar os municípios afetados.

Na última sexta-feira (27), o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, esteve em Alagoas e sobrevoou algumas cidades atingidas pelo desastre. Em seguida, participou de uma coletiva de imprensa, na qual destacou a importância das medidas de autoproteção. “Elas precisam ser mantidas pela população. É importante que as pessoas fiquem atentas aos alertas emitidos pelas defesas civis estaduais e municipais para evitarmos maiores tragédias”, observou.

O ministro também reforçou o apoio financeiro do MDR aos estados afetados pelas chuvas. “Nessas situações, o primeiro recurso que o ministério libera é para socorro e assistência humanitária. O repasse é para a compra de cestas básicas, água, colchões e kits de limpeza e de higiene para que as pessoas que ficaram desalojadas possam ter o mínimo de conforto”, detalhou.