Governo do Estado começa pagar o Escola 10 amanhã, dia 13

COMPARTILHE !!
Por: Agência Alagoas  Data: 12/12/2022 às 13:45
Imagem: Jonathan Lins

O maior programa de combate à evasão escolar do país segue beneficiando mais de cem mil alunos da rede estadual de ensino. A partir desta terça-feira (13), o Governo de Alagoas inicia o pagamento do cronograma de dezembro do Cartão Escola 10, referente ao mês de novembro do ano letivo de 2022.

A ação é uma iniciativa da Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

A bolsa contempla os estudantes do Ensino Médio regular e Médio EJA (Educação de Jovens e Adultos), regularmente matriculados na rede estadual de ensino, com frequência escolar igual ou superior a 90%. No valor de R$ 100, o benefício fomenta a presença dos alunos em sala de aula.

“Com compromisso e empenho, o governador Paulo Dantas segue garantindo os recursos para o Cartão Escola 10, beneficiando milhares de alunos da rede estadual e combatendo o principal problema do ensino médio não só em Alagoas, como em todo o país, que é a evasão escolar dessa faixa etária entre 14 e 17 anos. Através dessa ação, que é exemplo para o Brasil, já trouxemos mais de 30 mil estudantes de volta à sala de aula e seguiremos fazendo ainda mais”, garantiu a secretária de Estado da Educação, professora Roseane Vasconcelos.

Datas de pagamento – Confira todas as datas do cronograma:

  • 13/12 para os nascidos em janeiro, fevereiro e março;
  • 15/12 para os nascidos em abril, maio e junho;
  • 20/12 para os nascidos em julho, agosto e setembro;
  • 22/12 para os nascidos em outubro, novembro e dezembro.

Canais de esclarecimento
Para mais informações sobre o Cartão Escola 10, o aluno interessado pode buscar atendimento pela Central do programa, através do número de whatsapp (82) 99968-2643. O atendimento é exclusivamente feito por mensagem via aplicativo, não sendo aceitas ligações ou videochamadas.

Programa
O Cartão Escola 10 é o maior programa de combate à evasão escolar do país e foi implantado no final de 2021 como forma de incentivar a permanência do aluno na escola, além de possibilitar a conclusão do ensino médio entre os jovens em situação de vulnerabilidade social. De 2021 para 2022, a rede estadual de ensino cresceu mais de 30%, trazendo de volta à sala de aula mais de 30 mil alunos que haviam abandonado os estudos.