Exposição de alagoano de São Miguel dos Campos mostra reflexos da devastação ambiental em MG

COMPARTILHE !!
Por: Com EM  Data: 20/12/2022 às 10:04
Imagem: Ameaçados pelo homem, animais ganham destaque em Devaneios da vontadManassés Muniz/divulgação

Uma exposição bastante pessoal está em cartaz na galeria de arte do Centro Cultural da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. O artista alagoano, natural de São Miguel dos Campos, Manassés Muniz, traz à baila quimeras do querer nos desenhos e gravuras da mostra “Devaneios da vontade”.

Em trabalhos ligados à cidade natal, Manassés se inspirou nas serigrafias do pai. São cenários “quase apocalípticos”, segundo ele, em gravuras abordando a devastação causada pela indústria açucareira na região.

“Trabalho a temática relacionada à ruína que os canaviais trazem. O lado mais cru do que é conviver com a cultura da cana, que reproduz práticas escravistas”, comenta Manassés.

A paisagem devastada em Alagoas dialoga com o que ele encontrou em Minas Gerais, em regiões afetadas pela mineração predatória.

“A paisagem é muito forte no meu trabalho e, desde que estou aqui em Minas, penso em fazer algo de forma mais madura nesse sentido. Os canaviais foram o pontapé inicial, eles são a imagem de um outro mundo, um outro lugar, que parece, às vezes, outro Brasil”, comenta.

“Quando olhava para o horizonte aqui em Minas, pensava: poxa, este é o mar de montanhas. Não conhecia, achei que não iria me impressionar tanto à primeira vista, mas ele me impressionou”, conta.

Em 2015, Manassés se mudou para Belo Horizonte com o propósito de estudar artes visuais na Escola de Belas-Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Boa parte dos trabalhos expostos no Centro Cultural não vieram a público – são estudos, material relativo a observações dele.

‘Tuiuiú’, gravura em metal(foto: Manassés Muniz/divulgação)

Imaginário da infância
Por outro lado, os desenhos são o reflexo do imaginário fantástico livremente resgatado das lembranças da infância. São fruto de realidade, memória e imaginação.

Manassés, que encerrou o curso de graduação na UFMG este ano, já expôs trabalhos em São Paulo, Curitiba e na cidade de Vila Nova de Cerveira, em Portugal.

A exposição em cartaz se divide em dois momentos: processo de criação/pesquisa e obras finalizadas, em diferentes formatos e tipos de papel, dentro e fora da moldura.

“É um resumo amplo, com o recorte de desenho e gravuras, do meu percurso durante a graduação”, finaliza o artista alagoano.

“Devaneios da Vontade”
Trabalhos de Manassés Muniz. Centro Cultural UFMG – Avenida Santos Dumont, 174, Centro. Aberto de terça a sexta-feira, das 9h às 20h; sábado e domingo, das 9h às 17h. Até 14 de fevereiro. Entrada franca.