Desemprego recua para 17,1% no terceiro trimestre em Alagoas

COMPARTILHE
Por: Agência IBGE Notícias  Data: 30/11/2021 às 10:06
Fonte de Imagem: AlagoasWeb/Arq

A taxa média de desocupação em Alagoas foi estimada em 17.1% no terceiro trimestre de 2021, um recuo de 2.2 pontos percentuais em relação aos três meses imediatamente anteriores (abril, maio e junho). Na comparação com as demais unidades da federação, Alagoas apresentou a quarta maior taxa de desocupação, atrás de Pernambuco (19,3%), Bahia (18,7%) e Amapá (17,5%). Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) e foram divulgados nesta terça-feira (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em números absolutos, o desemprego atingia 231 mil pessoas em Alagoas nos meses de julho, agosto e setembro, um contingente de 23 mil pessoas a menos na comparação com abril, maio e junho, quando a desocupação atingia 254 mil pessoas. Em relação ao terceiro trimestre de 2020, não houve variação estatisticamente significativa.

Estimada em 1,124 milhão de pessoas no terceiro trimestre de 2021, a população ocupada teve aumento de 227 mil (25,4%) em relação ao mesmo período do ano anterior. Com relação ao primeiro trimestre deste ano, houve crescimento de 55 mil pessoas, ou seja, variação de 5,2%.

No Brasil, taxa de desocupação cai para 12,6% no 3º tri e atinge 13,5 milhões de pessoas

No Brasil, a taxa de desocupação recuou para 12,6% no terceiro trimestre deste ano, uma redução de 1,6 ponto percentual frente ao segundo trimestre. Com isso, o número de pessoas em busca de emprego no país caiu para 13,5 milhões (-9,3%). Já os ocupados chegaram a 93,0 milhões, com crescimento de 4,0%.

“No terceiro trimestre, houve um processo significativo de crescimento da ocupação, permitindo, inclusive, a redução da população desocupada, que busca trabalho, como também da própria população que estava fora da força de trabalho”, diz a coordenadora de Trabalho e Rendimento do IBGE, Adriana Beringuy, analisando o panorama nacional. A população fora da força de trabalho é o contingente daqueles que não estão ocupados nem buscando emprego.