Covid Alagoas dia 02/06: 745 novos casos e 17 óbitos

COMPARTILHE
Por: Ascom SESAU/AL  Data: 02/06/2021 às 19:05
Fonte de Imagem: Thomas Imo/Photothek via Getty Images

O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), desta quarta-feira (2), confirma mais 745 novos casos de Covid-19 em Alagoas. Dessa forma, o estado tem um total de 194.326 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 3.510 estão em isolamento domiciliar. Outros 185.173 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 17.564 casos em investigação laboratorial.

Foram registradas 17 mortes em território alagoano. Com isso, Alagoas tem 4.785 óbitos por Covid-19. Para ter acesso ao boletim epidemiológico, baste clicar neste link  e baixar os dados da Covid-19.

Covid Alagoas dia 01/06: mês começa com 17 óbitos

Óbitos – No boletim desta quarta-feira (2), mais 17 mortes foram confirmadas, laboratorialmente, por causa do novo coronavírus, sendo sete vítimas da capital alagoana e 10 do interior do Estado. As vítimas de Maceió eram três homens de 45, 76 e 95 anos, além de quatro mulheres de 54, 55, 58 e 70 anos. O homem de 45 anos tinha hepatite B e morreu na Santa Casa, em Maceió; o homem de 76 anos era hipertenso, diabético e morreu no Hospital Universitário (HU), em Maceió; o homem de 95 anos não tinha comorbidades e morreu no Hospital Arthur Ramos, em Maceió; a mulher de 54 anos tinha hipertensão, hipotiroidismo, era ex-tabagista e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; a mulher de 55 anos era diabética, hipertensa, obesa, asmática e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 58 anos era hipertensa, asmática e morreu também no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; e a mulher de 70 anos tinha doença cardiovascular crônica e morreu no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió.

Em relação às 10 vítimas que residiam no interior do Estado, eram seis homens de 38, 49, 51, 59, 64 e 86 anos, além de quatro mulheres de 52, 70, 73 e 79 anos. O homem de 38 anos, morava em Belo Monte, era hipertenso, obeso e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; o homem de 49 anos, morava em Rio Largo, tinha sequelas de uma paralisia infantil, era acamado e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; o homem de 51 anos, morava em Arapiraca, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Regional, em Arapiraca; o homem de 59 anos, residia em Rio Largo, era hipertenso e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; o homem de 64 anos, morava em Anadia, era hipertenso e morreu na Santa Casa, em São Miguel dos Campos; o homem de 86 anos, morava em Taquarana, era hipertenso, cardiopata, tinha doença renal crônica, gota e sequelas de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e morreu no Hospital Chama, em Arapiraca; a mulher de 52 anos, morava em Arapiraca, era diabética e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; a mulher de 70 anos, morava em Paripueira, era hipertensa e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; a mulher de 73 anos, morava em Monteirópolis, era hipertensa, obesa e morreu no Hospital Chama, em Arapiraca; e a mulher de 79 anos, morava em Arapiraca, tinha doença cardiovascular crônica e também morreu no Hospital Chama, em Arapiraca.