Corpo encontrado enrolado em colchão é de jovem que fugiu de Teotônio para não morrer

COMPARTILHE
Por: Array / AlagoasWeb  Data: 04/09/2019 às 15:00
Fonte de Imagem: Cortesia ao AlagoasWeb/CBM/AL

Uma troca de informações entre a Polícia Civil e a empresa Dell Segurança, de Teotônio Vilela, acabou com o mistério do corpo encontrado na última segunda-feira, dia 02, nas aguas do Rio Mundaú, em Murici.

O cadáver, encontrado por populares enrolado em um colchão, foi identificado, trata-se de Higo Marcos de Oliveira, de idade não informada. O rapaz foi morto a golpes de faca e jogado no rio, reveja: Corpo sem identificação é encontrado enrolado em colchão dentro de rio

As investigações preliminares apontam que o jovem fugiu de sua cidade natal (Teotônio Vilela), para não morrer, após ser vítima de um atentado a bala, ficou ferido, mas sobreviveu, no entanto, um primo dele morreu na ocasião. O fato aconteceu a mais de dois anos.

Supostamente, ainda segundo informações que estão sendo apuradas pela polícia, mesmo longe, o rapaz continuou envolvido com ilícitos e acabou sendo assassinado, entretanto, não sabe se o homicídio tem ligação com o primeiro atentado.

cadáver teria sido reconhecido por familiares no Instituto Estácio de Lima, em Maceió.