Como fazer crianças comerem mais vegetais?

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Estadual da Pensilvânia nos Estados Unidos descobriu que quando a quantidade de milho e brócolis da refeição é dobrada, de 60 gramas para 120 gramas, as crianças comem 68% a mais de vegetais, ou seja, 21 gramas adicionais. De acordo com as Diretrizes Dietéticas oficiais para Americanos, a quantidade diária recomendada de vegetais para crianças é de cerca de 1,5 xícaras por dia.  Como o estudo foi realizado?

COMPARTILHE
Por: Mega Curioso  Data: 04/07/2021 às 08:33
Fonte de Imagem: RP

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Estadual da Pensilvânia nos Estados Unidos descobriu que quando a quantidade de milho e brócolis da refeição é dobrada, de 60 gramas para 120 gramas, as crianças comem 68% a mais de vegetais, ou seja, 21 gramas adicionais. De acordo com as Diretrizes Dietéticas oficiais para Americanos, a quantidade diária recomendada de vegetais para crianças é de cerca de 1,5 xícaras por dia. 

Como o estudo foi realizado?

De acordo com os pesquisadores, as crianças americanas comem poucos vegetais, pois têm pouca preferência por eles. As hipóteses do estudo trabalharam para saber se apenas aumentar a quantidade de vegetais, mantendo as porções de outros alimentos iguais, impactaria no consumo e também foi observado se o fato de adicionar manteiga e sal nos alimentos afetaria a palatabilidade, aumentando o consumo.

Foram analisadas 67 crianças com idades entre três a cinco anos que participavam da pesquisa uma vez por semana, durante quatro semanas. Os participantes recebiam almoço com uma das quatro preparações diferentes de vegetais.

 A primeira era uma porção de tamanho normal de milho puro com brócolis; a segunda da mesma opção, mas com adição de manteiga e sal; a terceira com o dobro da porção de milho puro e brócolis e a última com uma porção dobro de milho e brócolis com adição de manteiga e sal. 

O acompanhamento de todos os pratos era palitos de peixe, arroz, purê de maçã e leite, e os pratos eram pesados antes e depois das refeições.

Qual o resultado da pesquisa?  

Ao analisar os resultados, os pesquisadores descobriram que, embora as porções maiores de vegetais estivessem associadas a uma maior ingestão, a adição de manteiga e sal não estava. Cerca de 76% das crianças classificaram os vegetais como “gostosos” ou “ok”.

O objetivo dos pesquisadores é que, no futuro, seja possível dar recomendações sobre o tamanho ideal das porções e oferecer substituição de outros alimentos por vegetais, para que não haja desperdícios. 

Ou seja, quando as crianças se deparam com pratos de comida com mais vegetais do que outros alimentos, elas comem mais opções saudáveis. Por isso, é importante que os pais ofereçam várias opções até encontrar aquelas que possam competir com outros alimentos no prato.