Brasil melhora no ranking mundial de medidas contra covid-19

O Brasil subiu bastante no ranking mundial de medidas contra o covid-19. Saltou de 36 pontos, na semana passada, para 76 esta semana. Mas ainda não é o suficiente, já que o índice vai até 100. É o que mostra o Oxford Covid-19 Government Response Tracker – “Medidor de Responsabilidade Governamental do Covid-19 de Oxford”, em tradução livre – um levantamento feito pela Universidade de Oxford, no Reino Unido. O estudo criou um senso sobre quais medidas são mais efetivas que outras para barrar a expansão do vírus do novo coronavírus. O ranking considera 11 indicadores de medida, entre eles: fechamento de escolas, fechamento de comércio, cancelamento de eventos públicos, fechamento do transporte público, restrição em movimentos internos, controle de viagens internacionais, medidas fiscais, medidas monetárias, investimentos emergenciais em saúde e investimento em vacinas. Primeiro lugar

COMPARTILHE
Por: Só Noticia Boa  Data: 02/04/2020 às 19:14
Fonte de Imagem: Reuters/Wolfgang Rattay/DR

O Brasil subiu bastante no ranking mundial de medidas contra o covid-19. Saltou de 36 pontos, na semana passada, para 76 esta semana. Mas ainda não é o suficiente, já que o índice vai até 100.

É o que mostra o Oxford Covid-19 Government Response Tracker – “Medidor de Responsabilidade Governamental do Covid-19 de Oxford”, em tradução livre – um levantamento feito pela Universidade de Oxford, no Reino Unido.

O estudo criou um senso sobre quais medidas são mais efetivas que outras para barrar a expansão do vírus do novo coronavírus.

O ranking considera 11 indicadores de medida, entre eles:

  1. fechamento de escolas,
  2. fechamento de comércio,
  3. cancelamento de eventos públicos,
  4. fechamento do transporte público,
  5. restrição em movimentos internos,
  6. controle de viagens internacionais,
  7. medidas fiscais,
  8. medidas monetárias,
  9. investimentos emergenciais em saúde e
  10. investimento em vacinas.
Primeiro lugar

Com 100 pontos, o primeiro lugar no ranking hoje é Israel, o país que mais tomou medidas efetivas para evitar a propagação da doença.

Em seguida aparecem Síria, Bolívia, Paquistão, Turquia e Itália.

Porém a Itália, um dos países mais atingidos pelo coronavírus, demorou a tomar medidas e só melhorou sua posição no ranking quando o número de casos já estava na casa dos milhares.

Antes de chegar ao caso de número 1.000, o país europeu tinha menos de 50 pontos no estudo.