Bolsonaro: ‘Dispenso apoio de quem pratica violência contra opositores’

COMPARTILHE
Por: Jovem Pan  Data: 11/07/2022 às 07:50
Fonte de Imagem: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro utilizou as redes sociais para comentar, sem citar diretamente o ocorrido, a morte do guarda municipal e tesoureiro do PT, Marcelo Aloizio de Arruda, no sábado, dia 09, durante sua própria festa de aniversário em Foz do Iguaçu (PR).

“Que as autoridades apurem seriamente o ocorrido e tomem todas as providências cabíveis assim como contra caluniadores que agem como urubus para tentar nos prejudicar 24 horas por dia”, escreveu em seu Twitter.

O presidente aproveitou para republicar uma postagem de 2018 em que diz dispensar “qualquer tipo de apoio de quem pratica violência contra opositores”, acrescentando que “a esse tipo de gente, peço que por coerência mude de lado e apoie a esquerda, que acumula um histórico inegável de episódios violentos”.

Marcelo Aloizio de Arruda, 50, foi morto durante a própria festa de aniversário. Em nota encaminhada à Jovem Pan, a Polícia Civil do Paraná (PCPR) informou que o tiro foi disparado após uma discussão, na festa que tinha o ex-presidente Lula como tema.

O homem que atirou em Marcelo é o policial penal federal Jorge Jose da Rocha Guaranho, que está internado em estado grave. A Delegacia de Homicídios está investigando o episódio para obter mais esclarecimentos sobre a motivação do crime e outros detalhes.