Aluno de 14 anos ataca colega a facadas dentro de escola no interior da BA

COMPARTILHE !!
Por: Correio 24 Horas  Data: 08/10/2022 às 08:42
Imagem: Reprodução

Um adolescente de 14 anos usou uma arma branca para ferir um colega de 16 anos durante uma discussão dentro do Colégio Municipal Padre Vieira, em Barreiras, no oeste da Bahia, na quinta-feira, dia 6. O estudante ferido está hospitalizado no Hospital do Oeste.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer da cidade, os dois são colegas do 7º ano e se desentenderam durante a tarde, na terça-feira (4). A direção tomou providências para interferir e os dois pediram desculpas pela briga.

Contudo, depois do intervalo ontem, por volta das 16h, o aluno de 14 anos atacou o estudante mais velho a facadas. O adolescente ferido foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao Hospital do Oeste, acompanhado pela mãe e da coordenadora pedagógica da escola.

No hospital, nenhum órgão do garoto foi atingido e os ferimentos são leves, mas ele segue internado, com previsão de alta para o sábado (8).

O estudante agressor fugiu. O Conselho Tutelar e a Polícia Militar foram acionados para tentar localizar o adolescente para que sejam tomadas as medidas cabíveis. A secretaria diz que a direção vai continuar a acompanhar o caso.

Ataque a tiros
No final de setembro, um outro colégio de Barreiras foi palco de um episódio de violência que terminou com a morte de uma estudante.

Por volta das 7h20, um aluno entrou armado no Colégio Municipal Eurides Sant’Anna. Ele chegou todo vestido de preto, com capuz e óculos escuros. Ele estava com um revólver e duas facas. O agressor foi até a direção de Geane da Silva de Brito, 19 anos, que era cadeirante e estava perto da cantina, e atirou duas vezes contra ela. Depois, partiu para cima dela com as facas. A aluna morreu ainda no local.

Ao tentar fugir, o agressor foi baleado. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e ainda está sob custódia policial em uma unidade de saúde. Depois, a polícia descobriu que ele já vinha planejando o ataque e mantinha conversas com extremistas de outros estados.

“A Secretaria de Educação com todo seu corpo técnico e a Polícia Militar acompanham o caso promovendo todo apoio e assistência aos estudantes e seus familiares com toda a responsabilidade que a situação requer, diante de tão inesperada tragédia. Em tempo, solidarizam-se com a família da aluna vitimada, expressando os mais profundos sentimentos neste momento de profunda dor e consternação”, diz o texto da secretaria.

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) também divulgou nota lamentando a morte da estudante, por meio do Núcleo Territorial da Bacia do Rio Grande (NTE 11), com sede em Barreiras. “A equipe do NTE e psicólogos da SEC foram colocados à disposição para prestar atendimento e apoio socioemocional à comunidade escolar e aos familiares da vítima. Neste momento de dor, a SEC se solidariza com os familiares, amigos, estudantes, educadores e trabalhadores da instituição de ensino”.