Alexandre Ayres deixa Secretaria de Estado da Saúde e garante que vai continuar defendendo o SUS alagoano

COMPARTILHE
Por: Assessoria  Data: 02/04/2022 às 19:38
Fonte de Imagem: Reprodução

Após três anos e uma revolução na saúde alagoana, o advogado Alexandre Ayres entregou o cargo de titular da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau). O anúncio foi feito neste sábado (2), através de postagem nas redes sociais, onde agradeceu ao governador Renan Filho e aos servidores da saúde por todo apoio durante o período que esteve no comando da pasta. Ayres garantiu que vai continuar defendendo a bandeira do Sistema Único de Saúde (SUS) alagoano onde quer que esteja.

No vídeo de despedida, o secretário relembrou os mais de 1.000 dias como titular da pasta mais importante do Governo do Estado, destacando que esse foi o maior desafio da sua vida pessoal e profissional. “Tenho muita gratidão e orgulho de ter salvo milhares de vidas em Alagoas. Eu faria tudo novamente se tivesse a certeza de que todo o nosso esforço teria possibilitado que muitas pessoas voltassem para o seio das suas famílias”, salientou.

“Ser secretário de saúde não é fácil. Em 2019 aceitei esse desafio e não imaginava que viveríamos metade de tudo isso. Transformamos a saúde e fizemos de Alagoas referência para o Brasil. Enfrentamos a maior crise sanitária da nossa geração com compromisso e transparência”, ressaltou Ayres, reforçando que a principal marca que sua gestão deixa é a demonstração de que quando se quer, o SUS funciona.

“Hoje Alagoas tem uma estrutura hospitalar nunca vista. Entramos na história de Alagoas! Entregamos seis hospitais, após 40 anos sem se construir uma unidade de saúde sequer em Maceió. Foram sete UPAs [Unidades de Pronto Atendimento], seis delas em Maceió e uma em Arapiraca. O HGE [Hospital Geral do Estado] também recebeu a nossa atenção. Ele que, durante anos, foi a única porta de entrada dos alagoanos, também passou por uma grande reforma e modernização dos equipamentos, além da mudança no perfil assistencial”, salientou.

Alexandre Ayres enfatizou as políticas públicas permanentes que foram lançadas na sua gestão. “Criamos programas importantes como o ‘AVC Dá Sinais’, que tem salvado vidas e é um programa certificado internacionalmente. Também devolvemos a autoestima das alagoanas acometidas pelo câncer de mama, e com o programa Ame-se, já realizamos a reconstrução mamária de 20 mulheres”. Ele também relembrou mais uma vitória da sua gestão. “Alagoas era um dos quatro estados do Brasil que não fazia transplante de fígado, mas essa realidade mudou e já operamos quatro alagoanos”, enfatizou.

Valorização do Servidor – Emocionado, Ayres disse reconhecer que o caminho ainda é longo. “Tenho muita humildade para reconhecer que ainda falta muito, mas, que fizemos uma verdadeira revolução na saúde alagoana. Realizamos sonhos, por meio da realização de um concurso público, que ofertou 1.200 vagas para a saúde, após quase 20 anos do último certame lançado. Além disso, valorizamos os servidores que já integravam o quadro da Sesau. A aprovação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários foi uma destas ações. Tenho a alegria e o orgulho de deixar mais esse legado, principalmente, para os gigantes, os heróis da saúde, especialmente, nesse enfrentamento à Pandemia da Covid-19”, disse.

E com relação à Pandemia da Covid-19, o secretário destacou o enfrentamento realizado por Alagoas, que serviu de exemplo para os demais Estados brasileiros. “Alagoas alcançou bons resultados e nós, desde o primeiro momento, escolhemos dois caminhos, ao contrário do que muitos fizeram Brasil afora. Nós escolhemos o caminho da ciência e escolhemos o caminho da valorização e do respeito ao profissional de saúde”, enfatizou Ayres.

Em seu último dia como gestor da Sesau, ele ressaltou o orgulho de ter feito parte da gestão Renan Filho, por ter mudado a realidade da saúde de Alagoas e de ter enfrentado a pandemia de cabeça erguida. “Esse orgulho e legado que vamos deixar ninguém nos tira. Encerro meu ciclo como secretário de saúde com a certeza de que continuarei defendendo a bandeira do SUS alagoano, continuarei defendendo aquilo que eu acredito e demonstrando para quem quiser que, quando se quer, o SUS funciona e salva vidas, porque foi isso que a gente fez em Alagoas”, concluiu Alexandre Ayres, garantindo que a despedida é temporária e que vai continuar por perto e ao lado dos servidores da saúde alagoana.