Alagoana Marta ganha estátua de cera no Museu da Seleção Brasileira ao lado de Pelé

COMPARTILHE
Por: CBF  Data: 09/09/2022 às 10:23
Fonte de Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Um carinho para ajeitar o cabelo, um sorriso contagiante e os aplausos de todos os presentes. Foi assim que Marta conheceu sua estátua de cera, que foi inaugurada nesta quinta-feira (8) no Museu Seleção Brasileira, na sede da CBF, no Rio de Janeiro (RJ).

A jogadora da Seleção Brasileira foi recebida pelo Presidente da entidade, Ednaldo Rodrigues, que organizou uma homenagem pelos 20 anos de história com a Amarelinha. Emocionada, Marta falou sobre a importância de ser o rosto de um momento como esse para o futebol feminino.

“É um sentimento de inclusão, que a gente procura, poder ver a nossa história sendo contada no museu da casa do nosso futebol. Quando se homenageia uma atleta da Seleção Feminina, se homenageia a todas. Para mim é algo que não tem preço, me deixa muito emocionada e honrada com tudo isso”, disse em entrevista à CBF TV.

Inauguração da estátua de cera da Rainha Marta no Museu Seleção Brasileira na sede da CBFEstátua de Marta foi revelada no Museu Seleção Brasileira
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

A estátua de Marta é a segunda obra deste tipo a figurar nas galerias do Museu Seleção Brasileira. Além dela, o Rei do Futebol, Pelé, também tem uma homenagem no principal centro de memória da Amarelinha. Para o Presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, a presença da estátua de Marta é um passo importante no reconhecimento do trabalho de todas as mulheres que trabalham pelo futebol.

“É um orgulho para a CBF homenagear aqueles que tanto fazem pelo futebol brasileiro em vida. É um reconhecimento do que tem sido feito por Marta, uma das maiores incentivadoras para o futebol feminino do Brasil estar nesse estágio. Ainda não é o ideal, mas com certeza se chegou até aqui, é porque ela foi persistente, defendeu bandeiras em prol das mulheres do futebol feminino”, destacou o Presidente Ednaldo Rodrigues.

Além da estátua de cera, Marta também recebeu uma placa de agradecimento pelas duas décadas de serviço à Seleção Brasileira. A primeira convocação da meia foi em 2002. De lá para cá, ela se tornou a maior artilheira de todos os tempos da Seleção Brasileira e a atleta com mais gols em Jogos Olímpicos e na Copa do Mundo, entre homens e mulheres. Ela também foi seis vezes eleita a melhor jogadora do mundo e conquistou duas medalhas de prata nas Olimpíadas de Atenas 2004 e Pequim 2008. As homenagens à Marta contaram com as participações de Pia Sundhage e Tite, que comandam as equipes feminina e masculina da Seleção Brasileira, respectivamente.

Presidente Ednaldo Rodrigues recebe Marta e os jovens João Gabriel e Pedro Maron para homenagens na sede da CBFMarta lado a lado com sua estátua
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Sobre a estátua
A estátua de cera de Marta foi produzida por uma empresa brasileira sediada em Blumenau, no interior catarinense. Pesando entre 30 e 40 kg, a obra tem tamanhos reais de corpo e rosto de Marta. As medidas foram aferidas em um processo de quase três horas de duração. A obra foi produzida por mais de um ano em um ateliê em Londres, com cerca de 30 artesãos, que também servem alguns dos mais importantes museus de cera do mundo, como o Museu Madame Tussauds, na capital inglesa.

Presidente Ednaldo Rodrigues recebe Marta e os jovens João Gabriel e Pedro Maron para homenagens na sede da CBFPia Sundhage e Tite participaram da entrega da placa à Rainha do Futebol
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF