10 vantagens do beijo para a saúde

Benefícios do beijo vão muito além do prazer e do afeto. O beijo na boca pode ajudar a manter a saúde da mente e do corpo

COMPARTILHE
Por: Segredos do Mundo  Data: 17/11/2020 às 09:43
Fonte de Imagem: Olhar Digital
Benefícios do beijo vão muito além do prazer e do afeto. O beijo na boca pode ajudar a manter a saúde da mente e do corpo

O beijo é um ato de carinho e comunhão entre duas pessoas. Por isso, ao beijar sensações agradáveis são proporcionadas como, prazer, conforto, confiança e afeto. Mas, esses não são os únicos benefícios do beijo, de acordo com cientistas, o beijo na boca pode ser benéfico para a saúde biológica, orgânica e energética.

Ao beijar, reações são desencadeadas pelo corpo todo, aumentando a produção da ocitocina e da endorfina. Assim, faz com que o estresse seja amenizado, proporciona uma sensação de tranquilidade, bem estar e felicidade, aprofundando o vínculo e unindo ainda mais o casal.

Mas, nem sempre o beijo foi usado exclusivamente como demonstração de afeto. Por exemplo, na Idade Média, o beijo na boca representava contrato feito entre o senhor feudal e seu vassalo. Ou seja, era a maneira que demonstrava que estava dando sua palavra sobre cumprir tal acordo.

A partir do século XVII, os homens pararam com o hábito de beijar uma pessoa do mesmo sexo, sem envolvimento romântico.

Atualmente, cientistas comprovaram que o beijo na boca vai muito além de uma demonstração de afeto. O beijo pode ajudar a aumentar a imunidade do corpo, a queimar calorias e até mesmo na higienização da boca.  Ou seja, os benefícios do beijo vão muito além do prazer e do bem estar.

Principais benefícios do beijo na boca
1- Combate ao estresse

O beijo na boca pode ser um ótimo remédio para aliviar o estresse, pois o beijo faz com que a produção de ocitocina e endorfina aumentem. Consequentemente, proporciona uma sensação de bem estar, diminuindo o nível de cortisol, que combate não só o estresse, mas a depressão, ansiedade e tristeza.

2- Aumentar a imunidade

Quando duas pessoas beijam na boca, cerca de 80 milhões de bactérias são trocadas durante o beijo. Mas, ao contrário do que muitos acreditam, essa troca de bactérias não é maléfica para o organismo, pelo contrário.

Esses microrganismos trocados vivem na boca e fazem parte do sistema imunológico do corpo. Ou seja, ajudam a aumentar a imunidade, pois não são do tipo que provocam doenças.

O beijo consegue aumentar secreções hormonais que vão ajudar a aumentar as defesas naturais do corpo, agindo como um imunizador contra os germes.

Mas, também é preciso ter cuidado ao beijar alguém, pois a saliva contaminada pode transmitir vírus ou bactérias que causam doenças infecciosas como, mononucleose e herpes.

3- Benefícios do beijo: Proporciona bem estar

Quando os níveis de endorfinas estão baixos no corpo, causa irritabilidade, tristeza, impulsividade e distúrbios emocionais. Por isso, ao beijar, essas sensações são substituídas por sensações prazerosas, pois o beijo aumenta a liberação de endorfinas.

Portanto, nada como um bom beijo para ajudar a equilibrar a produção desse hormônio, e assim, ter mais disposição no dia a dia, e uma qualidade de vida melhor.

4- Estimula os sentidos e o prazer

Além da endorfina, o beijo também libera a dopamina, epinefrina e ocitocina, hormônios que atuam na sensação de prazer, fortalecendo o vínculo e a intimidade entre o casal. Esses hormônios, também são responsáveis pelas sensações como, calor, frio na barriga, ansiedade, arrepios e excitação durante o beijo.

O ato de beijar envolve todos os sentidos:

  • o tato através do toque dos lábios e do corpo
  • o olfato ao sentir o cheiro do parceiro
  • o paladar ao sentir o gosto do parceiro
  • a audição ao ouvir o som da respiração e ruídos que fazem parte do beijo em si
  • a visão ao contemplar e observar um ao outro
5- Benefícios do beijo: Previne rugas

Ao beijar na boca, você movimenta cerca de 30 músculos, sendo que 17 deles são da língua. Portanto, além de ser um ato prazeroso, outro benefício do beijo é ser um excelente exercício para fortalecer a musculatura facial, prevenindo o aparecimento de rugas.

6- Melhora a circulação

Durante o beijo é normal o aumento dos batimentos cardíacos, podendo chegar a 150 batimentos por minuto, o que ajuda a oxigenar o sangue e, consequentemente melhorar a frequência cardíaca.

Essa excitação que acontece durante o beijo faz com que haja uma dilatação dos vasos sanguíneos no corpo todo. Portanto, a abertura dos vasos, juntamente com a aceleração da frequência cardíaca, ajuda a aumentar a circulação do sangue.

Consequentemente, a circulação melhora, as células do corpo ficam mais nutridas, amenizando dores como, enxaqueca, dor de cabeça, artrites, fibromialgia, problemas musculares, etc. Por fim, ajuda a prevenir doenças cardiovasculares.

7- Benefícios do beijo: Aumenta a autoestima

De acordo com psicólogos, aumentar a autoestima também faz parte dos benefícios do beijo, pois proporciona a sensação de ser amado, desejado e atraente para a outra pessoa. Essas sensações ajudam na autoconfiança e na autoestima, deixando a pessoa mais a vontade consigo mesmo para expressar suas emoções e prazer.

8- Queima de calorias

Pode não parecer, mas beijar na boca queima calorias, afinal, o beijo é um exercício muscular. Portanto, ao beijar durante um minuto, você pode perder até 26 calorias.

A queima calórica acontece não tanto pelo esforço físico, mas principalmente devido ao aumento dos batimentos cardíacos.

9- Alivia sintomas de alergia

De acordo com um estudo japonês, beijar na boca durante 30 minutos, ajuda a diminuir os níveis de proteínas responsáveis por desencadear sintomas de alergias sazonais.

Segundo cientistas, o beijo na boca estimula a produção de histamina, que é uma substância que auxilia no alívio e prevenção dos sintomas de alergias, como espirros e congestão nasal.

10- Benefícios do beijo: Ajuda na higiene bucal

Durante o beijo, a produção de saliva aumenta significadamente, e essa saliva pode ajudar na limpeza bucal. Pois, ajuda eliminando bactérias nocivas e evitando o acúmulo de placas bacterianas, cáries e outras doenças bucais.